27/04/05

Aleisa

Guarda, 06 de Dezembro de 2004

Perdida

Sim, estou perdida em mim mesma.
Já não me conheço,
Já não sei quem sou...
Por vezes paro e recomeço,
Mas continuo o perder-me a cada passo que dou.
Sei que te estou a afastar,
Como o fiz a cada pessoa que se aproximou,
Sei que preciso de me perdoar,
Por todas as coisas más que não deixei de fazer...
Por todas as coisas boas,
Que deixei de viver...
Passo a vida a sonhar,
E quando um desses sonhos se torna real
Apercebo-me que não o quero para mim.
Tu dizes que faço chantagem emocional,
Fico triste porque não quero
Que a busca de mim mesma me faça ser assim...
Talvez seja mesmo como o arco-íris...
Lindo e muito colorido sim,
Mas tão raramente vêmos a sua beleza,
Que se não o guardar-mos no coração,
Achamos que o que de belo vimos nele, com toda a certeza,
Não passou de uma ilusão...


Alexandra Rabasquinho aka Aleisa

2 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

Arco-Íris,

Tu para mim és intemporal, e é isso que te torna tão bela e especial...

Miguel

1:53 da manhã  
Blogger D&G disse...

Muitos se apaixonam pela beleza do Arco-Íris... Mas como tu dizes, acaba por desaparecer. Não deveríamos antes dedicar o nosso olhar a coisas mais reais e belas? Elas estão aí... Por vezes escondidas!

7:30 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial