01/12/05

....

"Corpo feito da luz das alvoradas
e da matéria íntima dos sonhos
procuro-te no vento entre as searas
dos teus flancos que mais parecem ondas.

Modelo-te no espanto das marés
as mágicas marés da minha infância
e beijo a madrugada que tu és
indiferente ao ruído e à distância."


..

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial