09/03/09

Para ti, mana... O cinzento não dura para sempre...

"Olha,
olha bem para o que te rodeia,
olha à tua volta e repara no que te é oferecido...
olha para as cores,
para as flores, cheiros e sabores.
repara que o negro está cercado,
repara como está isolado.
Agarra!
agarra sorrisos, cantares
e palavras para saboreares.
agarra a vida mesmo que dorida,
agarra o que é único:
um milagre sem repetição...e dá-lhe a mão.
até no mar profundo há azuis em
bailados de tons e sons...
agarra o sol com o coração,
agarra a lua misteriosa
que charmosa beija os caminhos,
as flores sorrindo em carmins e rosados,
com verdes torneados,
amarelos salpicados de nobres dourados...
Sente!
sente a aragem do vento amigo
beijando-te as faces,
limpando o ser...
reciclando a alma com pigmentos de calma...
Olha!
afinal há muito para além do escuro...
há beleza que amansa o duro...da vida!
Olha bem!
apesar do cinzento das dores...também se pode viver
com outras cores..."


J.F.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial