13/06/05

O meu melhor...

Preciso de gritar para te dizer que todos os dias, dos dias em que me vens à cabeça, morro de saudades tuas!?
Preciso?
Preciso de te melgar um cem número de vezes, para te explicar que nada do que aconteceu pode ser apagado nos próximo 100 anos?
Preciso de fazer mais o quê para te voltar a ver?
Preciso tanto da tua voz...
Preciso de ti, mas só ás vezes e tu sabes que há vezes que podem ser eternas.
Mas essencialmente preciso de te dizer que o vento passou aqui e vinha tão forte que incendiou tudo outra vez e as brasas passaram a labaredas e não há proximidades, mimos, carinhos, empatias e cumplicidades que expliquem isto.


Descobri, que afinal nada disto fez sentido nos dias dos meus melhores dias...

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial