20/08/08

Essa mulher, a doce melancolia
dos seus ombros, canta.
O rumor
da sua voz entra-me pelo sono,
é muito antigo.
Traz o cheiro acidulado
da minha infância chapinhada ao sol.
O corpo leve quase de vidro.

E.A

1 Comentários:

Blogger Feel disse...

Voz que te embala o sono profundo.
Deixa-a sussurar nos teu sonhos mais secretos.

8:07 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial