13/06/05

Poema para o meu amor doente

Fica aqui a minha homenagem e a minha grande admiração pelo poeta que hoje nos deixa mas que ficará para Sempre.


Hoje roubei todas as rosas dos jardins

e cheguei ao pé de ti de mãos vazias.

Eugénio de Andrade

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial