28/09/07

Temos pena.

Quarta-Feira, Portugal espantou-se com Pedro Santana Lopes, por este ter abandonado os estúdios da SIC Noticias, depois de uma interrupção ao seu comentário à actual situação do PSD, para um directo com a chegada de José Mourinho à Portela.
Afirma P.S.L. que José Mourinho é seguramente mais importante que todos nós, mas que tinha aceitado com sacrifício, estar ali a comentar algo que é de extrema importância, também para a nação. E que achava que estava tudo louco, quando se interrompe uma discussão tão importante, com um directo da chegada de um treinador de futebol.

@Na essência, P.S.L. tem absoluta razão.

Este é um país de doidos e as opções redactoriais dos “grandes” órgãos de comunicação social, são maioritariamente absurdas.
A atitude de P.S.L., repito, é correcta, mas caí em saco roto por ser quem é.
Enquanto presidente do Sporting, achava que o futebol era o mais importante e é um clássico vê-lo pavonear-se em frente às câmaras de televisão, jornais ou revistas, seja como comentador político seja como playboy.

@Ao sucedido na SIC Noticias, aplicou-se a máxima “quem com ferros mata, com ferros morre”.

Vem isto a propósito da comunicação social e desta submissão que existe às câmaras de televisão. Este nacional parolismo, que é o acotovelarem-se para serem filmados, é do mais decadente que existe.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial