14/06/05

Insónia

Ainda estou acordado e povoas-me o pensamento. Tenho imenso para te dizer, mas hoje as palavras não se articulam como desejaria na minha cabeça. Estou cansado e enevoado e estás agora muito longe para me ouvires... e mesmo que não estivesses, provavelmente nem saberia o que dizer. Ficaria naquela queda sem fim que atinjo quando os nossos olhares se cruzam, mantendo os lábios imóveis... até ao momento de te beijar. Deixaria os meus braços apertarem-te bem junto a mim e comunicar contigo por nada mais que linguagem gestual...

Palavras? Às vezes não são mais que um empecilho...

1 Comentários:

Blogger Aleisa disse...

As minhas são pior que as tuas...
EU AINDA ESTOU ACORDADA...

8:21 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial