20/08/08

20

Hoje abro a porta onde guardo os meus livros e mostro-te tudo o que escrevi este anos. São estas as prosas que me fazem o rosto e pintam a vida.

São para ti.

2 Comentários:

Blogger Feel disse...

E eu, posso ler-te?

8:28 da tarde  
Blogger @ disse...

Sou um livro aberto, fechado no meu armário.
Mas a ti, não te restam muitas linhas por descobrir.

Já te disse, que por vezes gosto de pensar que determinada pessoa, está a pensar em mim.
Gosto de dialogar com essa pessoa. Algumas vezes, faço-o pelo pensamento, outras, através da escrita.
É esta forma de comunicar, que me distingue das pedras.

Ontem fazia o meu pai anos.

1:00 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial