21/08/08

Não te amo como se fosse rosa de sal, topázio
ou flecha de cravos que propagam o fogo:
amo-te secretamente, entre a sombra e a alma.

Amo-te como a planta que não floresce e leva
dentro de si, oculta, a luz daquelas flores,
e graças a teu amor vive escuro em meu corpo
o apertado aroma que ascender da terra.

Amo-te sem saber como, nem quando, nem onde,
amo-te directamente sem problemas nem orgulho:
assim te amo porque não sei amar de outra maneira,

Se não assim deste modo em que não sou nem és
tão perto que a tua mão sobre meu peito é minha
tão perto que se fecham teus olhos com meu sonho

Pablo Neruda

25 Comentários:

Blogger @ disse...

Na versão que li, onde está escrito “Amo-te”, estava escrito “Te Amo”, o que me criava uns calafrios na espinha.
Resolvi então alterar o “Te Amo”. A tradução que li, deve ter sido feita por um brasileiro.

1:22 da tarde  
Blogger Lua disse...

Neruda é um génio e o #20 é dos melhores poemas que escreveu. eu, pelo menos, acho!

Txi amo é mais o teu genero. Né? :o)

12:16 da manhã  
Blogger @ disse...

lol

Sabes que sim :)

11:03 da tarde  
Blogger Lua disse...

hihih ;o)

11:05 da tarde  
Blogger Feel disse...

Não será, este, o amor mais bonito?! Amor sem explicação! Amor secreto!

12:40 da tarde  
Blogger @ disse...

O Amor secreto é necessariamente sem explicação.
Não sei se será o mais bonito.
É provavelmente o mais sincero?

2:30 da tarde  
Blogger Lua disse...

Não há "mais" nem "menos" em nenhum amor. desde que seja AMOR é Maior e dai a dimensão incondicional de cada amor vivido e sentido.

O secretismo e a sincerida tem só a ver com a vida das pessoas que os vivem. Tem a ver com os individuos e não com os sentimentos... o amor é um sentimento. Não tem explicação nem sinceridade nem coisa que o valha. Ele vale-se a si próprio.

Caso contrário havia amores pesados de conciencia, amores mentirosos, pouco sinceros, amores desonestos. E isto é, na minha opinião, irreal!

2:43 da tarde  
Blogger Lua disse...

o meu amigo @, homem que muito respeito e com quem aprendi um sem numeros de coisas cruciais para a mulher que sou hoje, homem de sentimentos puros e genuinos e inteligencia maior, dizia há uns anos atrás, aquando de eu escrever estas coisas dos Loves e tal, que eu andava na "fase maria". Passado estes anos todos, os papeis trocaram-se? :o)

2:50 da tarde  
Blogger @ disse...

Quantas vezes devo ter falado ou escrito sobre Amor com outras palavras?

Tens razão Lua.
Só referi que seria mais sincero o Amor secreto, porque as justificações que se podem dar, é a quem sente esse Amor.
Portanto, são de nós, para nós.
Há forma mais genuína do que quando falamos para nós próprios?

2:56 da tarde  
Blogger @ disse...

Dá sempre tanto que falar o Amor ...

3:22 da tarde  
Blogger Lua disse...

Eu cá já vivi um amor secreto e se me pedissem em segundos para o caractrizar eu diria: inesquecivel, intenso e memoravel. Basta fechar os olhos e volto a ele, em segundos. E consigo senti-lo e sorrir-lhe. Fica. Não sei bem se me entendem...

3:34 da tarde  
Blogger @ disse...

Lá está.
Sincero.
De ti para ti.





Ou então, quando duas pessoas, parecem só uma.

3:50 da tarde  
Blogger Lua disse...

Rio Ave é um amor sincero que comecei a nutrir ontem à noite...
;o)

4:37 da tarde  
Blogger Lua disse...

E essa de duas pessoas parecerem só uma é brutal a sensação de quando sentes por exemplo os labios de alguem que gostas no ouvido e sentires que as peles se confundem e ouvires uma sussuro belo é mágico. Qualquer coisa de explosiva. É o amor!

4:40 da tarde  
Blogger @ disse...

É isso tudo.



Deixa lá o Rio Ave sossegado.
Na próxima jornada era uma boa altura para se pagarem promessas ;)

Kiddin' :P

5:19 da tarde  
Blogger Lua disse...

Por falar em apostas ´há por ai gente boa que me deve uma umas apostas. Eu cá pago tudo o que devo. Mas isso sou eu :o)

7:24 da tarde  
Blogger Lua disse...

Fica com esta muisca que eu adoro... Tu e toda a gente que a ouça... Um estado de amor...

http://www.youtube.com/watch?v=e19eZJX8QHY

8:08 da tarde  
Blogger Feel disse...

Cada um tem a sua noção de Amor!
Não afirmo que o amor sem explicação ou secreto é o mais bonito. Questiono!!! "Será?" Talvez, para mim, seja um dos mais belos.
Não há só um "Amor", pelo menos, eu não sinto isso!
Há tantos tipos de "Amor", tantos!
Nunca disse que um é maior ou menor que o outro, simplesmente, são diferentes... E cada pessoa sente-o à sua maneira, por isso somos seres humanos, pq sentimos e não nos regemos por leis, regras ou pelo o que os outros dizem ser o amor.
Um "Amor secreto", a meu ver, é um amor puro, um amor sem ter qualquer pretensão, isso é a minha opinião e não admito que ponham em causa o meu sentimento. Eu não contrario os vossos. Cada um sabe o que viveu e a intensidade com que viveu esse sentimento. Sem divagações!!!
O sonho comanda a vida e é tão bom sonhar! É que, por vezes, a realidade é tão feia!
Tenho pena de quem não tem tantos amores como eu...
Tenho tantas pessoas para amar e sou grata por isso!
E todos eles sabem o que sinto, nem que seja através de silêncios... Não interessa!
De actos, de poemas, de músicas! Sei-os sempre comigo!
As minhas poucas palavras levaram a um debate sobre o tão aclamado "Amor", quando não se debate, sente-se!!!

10:35 da tarde  
Blogger Lua disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

11:18 da manhã  
Blogger Lua disse...

Não me permito, não responder a este texto porque há certas coisas aqui que não me deixam estar calada e nem quero algum dia pensar que interpretei mal estas palavras que li e lamento profundamente.

Em primeiro lugar queria dizer que apenas comentei um texto do @ que conheço e gosto e é pessoa com quem já tenho este tipo de comentários e neste blog há já alguns anos.

"Nunca disse que um é maior ou menor que o outro, simplesmente, são diferentes... E cada pessoa sente-o à sua maneira, por isso somos seres humanos, pq sentimos e não nos regemos por leis, regras ou pelo o que os outros dizem ser o amor."

Em altura nenhuma dos comentários que teci, te acusei (trato-te por tu porque te conheço) do que quer que fosse nem tão pouco falei ou comentei a tua opinião. Comentei sim a opinião do @ em relação ao teu comentário e sempre neste blog, as pessoas foram livres de comentar aquilo que lhes veio à veneta e espero que as coisas nao tenham mudado.
A liberdade, antes de qualquer AMOR ou OPINIÃO, é de facto um valor fundamental.


"Um "Amor secreto", a meu ver, é um amor puro, um amor sem ter qualquer pretensão, isso é a minha opinião e não admito que ponham em causa o meu sentimento. Eu não contrario os vossos"

Aqui é que eu lamento de facto. Ninguem meteu nada em causa e ninguem contrariou os teus amores. Até porque embora saiba muito bem quem és, nao te conheço o suficiente para saber dos teus amores. Nem teria a veleidade de o fazer.. Nem contigo nem com ninguém porque nao tenho esse habito.

"Cada um sabe o que viveu e a intensidade com que viveu esse sentimento. Sem divagações!!!"

Felizmente vivemos num mundo em que a liberdade de expressão existe e desde que nao meta a liberdade dos outros em causa posso dizer aquilo que me apetece sobre as minhas opinioes e a minha vida e julgo que a minha vida, os meus amores e as minha divagações não te perturbem de todo nem tão pouco mexa na tua liberdade.

Poratanto, e ainda bem, sou livre e por ser livre digo aquilo que bem me apetece.
"As minhas poucas palavras levaram a um debate sobre o tão aclamado "Amor", quando não se debate, sente-se!!!"

Tenho muita pena desta frase e mais uma vez lamento imenso. Não pela fraca ideia e pela falta de verdade que contem mas por quem a diz.

11:31 da manhã  
Blogger Feel disse...

Divagas muito, a meu ver! Mas, isso a mim pouco me interessa! E nunca foi meu intuito atentar contra a liberdade de expressão de quem quer que seja, quem sou eu para tal?!
Acho muito bem que comentes um poema ou qualquer coisa que o @ ponha, mas continuo a dizer que não acho correcto comentar sentimentos, coisa que tu fizeste! E, pelos vistos, continuas a fazer!
E, por favor, não lamentes nada por mim!
Quanto à "fraca ideia" ou "falta de verdade", mais uma vez te digo, e vê lá se assimilas... Cada um tem a sua maneira de ver as coisas, ok?!
Conheces-me? Talvez de vista, mas não me dou a conhecer assim tão facilmente!
Espero que fiquemos por aqui...
É que estou farta de "divagar" e tenho coisas mais importantes em que pensar.
Sem qualquer tipo de ressentimentos. Até à próxima.

1:53 da tarde  
Blogger Lua disse...

Conclusão

"Conheces-me? Talvez de vista, mas não me dou a conhecer assim tão facilmente! "


Aqui resideo grabnde problema... É que há por ai muita gente que verdadeiramente de conhece muito mal.

Chamo-me Ana Carvalho, sou de Coimbra e amiga da Teresa e Rita Raposo. Qualquer problema mais que tenhas com aquilo que tu achas que eu devo ou nao fazer não te acanhes em me contactar!

4:03 da tarde  
Blogger Feel disse...

LOL
Oh Ana, não te chateies, que eu tb não!
E sabes que mais, não me apetece desenvolver mais isto... já me parece ridiculo o suficiente...não achas?
As tuas "boquitas" pouco ou nada me afectam e as minhas tb não te deveriam afectar tanto!
Não pretendo telefonar ou estabelecer qualquer tipo de contacto, está descansada! (Até porque não me meto com pessoas maiores que eu... ufa ufa...)Esclarecimento: O que está dentro de parêntisis é uma brincadeira, ok? não é para levar a mal).
O meu tempo é precioso. Tenho que aproveitar todos os intervalos para fazer psicanálise, para me poder conhecer melhor!!! LOL (estás a ver, isto é outra brincadeira...ok?)
Sabes qual foi o mal? Foi ter respondido, não devia ter dito nada. Mas... não resisiti!!! Sou assim, ou será que não??? Ups! (Mais uma pergunta para o analista!)
Não queria criar nenhum tipo desentendimento, mas parece que assim não foi.
Já te disse que me sinto "peace & love"?
É bom sentirmo-nos bem com a vida! Pensa nisso!

5:29 da tarde  
Blogger Lua disse...

Vai mesmo ao psicanalista. É urgente curares essas coisas que vês e l~es que nunca aconeteceram. Nuna te mandei "boquita" nenhuma nem falei em merda nenhuma a teu respeito.
Depois dizesd que nao resistes a responder. Mas eu fiz-te alguma pergunta? é que pelo que leio nao me parece.
A maneira como te sentes ou deixas de sentir e a repetição que fazes desse teu estado é um problema q só a ti e aos teus diz respeito E como calculas, para mim, é totalmente desprovido de interesse... E acabou-se a conversa que já vomito este tipo de conversa e antes que diga o que nao deva e depois é uma chatice para MIM.

6:48 da tarde  
Blogger Feel disse...

Bem, acho que está na hora de acabar com isto de uma vez por todas.
Esta "discussão" tornou-se completamente despropositada, sem nexo nenhum.
Ainda ontem estava a falar com um amigo sobre isto tudo e cheguei à "brilhante" conclusão que nós, Mulheres, complicamos muito, chegando, mesmo a situações descabibas e a palavras desmedidas.
Admito que, por vezes, me excedi! Outras estava a brincar, mas não posso querer que toda a gente, entenda ou aceite o meu "humor".
Peço desculpas, sinceras pelo sucedido e podes ter a certeza que este pedido não tem nada a ver com o facto de seres amiga de quem és! Faria o mesmo com quem quer que fosse.
Tb disseste algumas coisitas que não devias, mas, pronto, compreende-se... Somos, apenas, Mulheres! Haja alguém nos entenda!!!

8:53 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial