18/06/05

As faces do Amor

Amo a vida como a um todo; os pássaros que voam, as crianças que cantam, o Sol que brilha e a chuva que cai, a cada dia, como uma dádiva. Amo os meus amigos, os verdadeiros, aqueles com quem posso contar e com os quais o laço que sinto é sólido como rocha, à prova de mentiras, histórias e manipulações. Amo a minha família que me criou e cuida de mim sem arrependimentos, que sei que está lá sempre que precisar, apesar das arrelias que sempre surjam. Mas o Amor... aquele Amor com letra maiúscula... com TODAS as letras maiúsculas... só esse eu não tenho palavras ou razão que o justifiquem...

4 Comentários:

Anonymous Ana Alexandra disse...

Independentemente do tempo e do modo e das circunstancias, nós tb te amamos...A amizade nao se mede por tempos...mede-se por vontades, por empatias e especialmente pelas entregas no tempo do tempo em que partilhamos as alegrias, as tristezas e as adversidades da vida...o bom da amizade é que nao se desvirtua pelo tempo! Para nós serás sempre o MAIOR!

3:15 da tarde  
Blogger ZeoX disse...

Vocês fazem-me corar, minhas queridas. Ainda bem que não têm pudores em usar dos sentimentos quando eles existem, neste mundo de apertos de mão a fugir e beijos a medo é disso que precisamos... o sentimento é mútuo ;)

8:41 da tarde  
Blogger Kelloguita disse...

Obrigada ;o) T.T.

9:40 da tarde  
Blogger Aleisa disse...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

10:36 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial