26/06/05

Afinal ...

“Imagino quão triste seja viver escondido, com medo à vida, sobrevivendo com o rabo entre as pernas e o olhar posto no amor que nunca chegou, nas aventuras que não sucederam, nos orgasmos que se fingiram, na existência sonhada e que por cagaço, preguiça, covardia, parvoíce, snobice, mariquice, ou o raio que os parta, nunca se teve...Deve ser fodido morrer sabendo que algo melhor podia ter oferecido…”

“Porque é mais fácil ficar-se de braços cruzados, cuspindo ódios de merda, a levantar-se da cadeira, dar um murro na mesa, lutar pelo que se ama, fazer que nos admirem, não desistir à primeira.
Bora lá ser mesquinho, escondido do mundo, sem se atrever a dar a cara…?”


“…com os seus amiguinhos, os seus jornaizinhos, os seus bloguinhos, as suas conversinhas sempre à volta do mesmo cafezinho mais a sua água das pedras..”

“…o que não perdoa este pais de mal fodidos é que alguém dê o salto, que se case com quem ama, que se ria à gargalhada, que dê a volta a esta merda toda e, sobretudo, que seja feliz.”

“E se estamos a falar de uma mulher, então multiplica-se por mil esse olhar de cão sarnoso, esse ladrar pelo baixinho. Porque o que uma gaja não pode fazer, ou ousar a sonhar, para essa manada de provincianos mal formados que nunca saíram do buraco em que foram metidos, é ser livre, beber, mandar quecas, escolher a vida que quer levar, escrever o que lhe sai del mismísimo coño, ... , agarrar a vida pelos cornos e olhar para a morte sem medo a ficar paralisada”


“O que se deseja … é que a mulher tenha vergonha na cara e não ande por aí exuberante e com a cabeça bem levantada, feliz nos seus êxitos e amores bem vividos.
Para que? Para que eles, os que nunca saem de casa, os que se escondem ... , não se sintam incomodados com a vida de merda que por medo, ignorância, comodismo e muita falta de amor-próprio não se atreveram a viver.”


RITITI

Como sempre.... Brilhante!

4 Comentários:

Blogger ZeoX disse...

Gostava de saber que moral uma pessoa tem para julgar a vida de outrem como vida de merda, só porque não se coaduna com a nossa maneira de a ver... também não gosto de muitas visões de vida que muitas pessoas têm, e decerto que muitas não gostam da minha, mas cada um vive à sua maneira e há que respeitar a diferença que reside em cada um de nós e que nos faz humanos, no fundo.

6:12 da tarde  
Blogger Kelloguita disse...

Porque também acontece o contrario. O outro lado da barricada também critica o lado de cá.
A vida é assim, uma sucessao de tirinhos que a move e alegra. Se nao houvesse critica (seja ela qual for) também nao haveria evoluçao e a maneira como a Rititi critica, tendou ou nao razao, caindo ou nao no exagero, é no meu ponto de vista: GENIAL!

6:25 da tarde  
Blogger PePtiDaSe disse...

GENIAL BRUTAL BRILHANTE!

8:31 da tarde  
Blogger ZeoX disse...

O problema é mesmo esse: criticar em demasia. Quem está cá critica a o que cá vai, e quem está de fora acha-se melhor e critica ainda mais avidamente. No fundo, ambos os lados estão errados. A solução não é criticar, é arregaçar as mangas. É fazer em vez de mandar impropérios e achincalhar o vizinho (que é o que mais se vê por aí). A vida não é isto... e eu, por mim, acho bem mais genial quem vive a sua vida cumprindo as suas metas sem sentir o cheiro da pólvora do que aqueles que disparam a torto e a direito... ;)

9:51 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial