21/06/05

Homem menor

Vi alguém chorar por tua causa, hoje. Vi alguém perder-te, hoje. Vi alguém jurar a pés juntos que tu, hoje, eras apenas uma sombra, uma mancha, alguém que partiu e deixou apenas o sujo envelope do "amadurecimento". Eu próprio podia jurar que partilhei contigo muitos sorrisos, amores e desamores, vivências... não via porque não. Acho que ninguém via. Vi um homem como tu perder-se, hoje. E subitamente, senti-me traído, senti que traíste, e não entendo bem porquê. Nós continuamos aqui, onde sempre estivemos... de pés assentes na Terra, outrora crentes na tua confidência. Tu resolveste subir para o alto e transformaste-te num homem menor. Hoje, és chuva. Uma chuva ácida. Outros abriram o guarda-chuva... hoje, junto-me a eles na esperança de ainda não me molhar onde alguns já se afogaram. Adeus.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial