20/06/05

Sonha

Dorme enquanto eu velo ... deixa-me sonhar... nada em mim é risonho.
Quero-te para sonho, não para te amar.
A tua carne calma ... é fria em meu querer.
Os meus desejos são cansaços.
Nem quero ter nos braços ... meu sonho do teu ser.
Dorme, dorme. dorme,
Vaga em teu sorrir... sonho-te tão atento
Que o sonho é encantamento ... e eu sonho sem sentir.

(Fernando Pessoa)

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial